Tratamento de papiloma

papilomas no couro cabeludo

Esses crescimentos aparecem nos braços, pernas e genitais.

É assim que o papilomavírus humano ou HPV se manifesta. A doença está disseminada e todos os anos, em todo o mundo, os médicos diagnosticam milhões de novos casos de infecção viral.

No entanto, raramente é perigoso.

Muitas pessoas com papilomavírus humano não desenvolvem nenhum sintoma e, então, o corpo supera a doença por conta própria.

No entanto, nem todos os tipos de HPV são inofensivos.

As doenças cervicais causam câncer do colo do útero e genitais. Portanto, para algumas pessoas, o tratamento do papiloma é uma questão de escolha, enquanto para outras é uma necessidade vital.

A família do papilomavírus humano consiste em mais de 100 tipos. Muitos são inofensivos. Outros são mortais.

Os vírus são categorizados por número, sendo os tipos 16 e 18 considerados os mais perigosos, responsáveis por mais da metade de todos os cânceres uterinos. Outros vírus de alto risco são 31, 33, 45, 52 e 58.

O HPV de baixo risco raramente provoca o crescimento de células cancerosas, mas por causa delas, muitos crescimentos crescem nos genitais. Os papilomavírus humanos dos tipos 6 e 11 são especialmente desagradáveis. Eles causam até 90% das neoplasias nos órgãos genitais.

Os vírus vivem nas células epiteliais da pele, mas a localização no corpo pode ser diferente.

Os principais locais de aparecimento dos papilomas:

  • Pescoço
  • Axilas
  • Vagina
  • Ânus
  • Cabeça de pênis
  • Boca
  • Pálpebras

Geografia muito extensa. Portanto, surpresas desagradáveis na forma de crescimentos podem aparecer em uma variedade de lugares.

O crescimento da pele não é o único sintoma da doença. O HPV também se manifesta por desconforto e dor durante a relação sexual, bem como vermelhidão e coceira na pele. No entanto, esses sintomas não ajudam muito no diagnóstico da doença, pois são semelhantes aos sinais de doenças de pele e o médico precisa fazer pesquisas adicionais.

É importante enfatizar que o HPV é mais perigoso para as mulheres do que para os homens. Devido ao alto risco de câncer. Os tumores nos homens quase nunca degeneram em tumores malignos, mas as manifestações de vírus de alto risco nas mulheres costumam causar câncer cervical. Portanto, para eles, o tratamento do papilomavírus humano é extremamente importante.

É aconselhável consultar o médico imediatamente após o aparecimento das neoplasias - assim evitará a sua degeneração.

Também recomendamos que você se familiarize com as causas dos crescimentos.

Por que ocorrem papilomas?

Devido ao papilomavírus humano, neoplasias de vários tamanhos e formas crescem na pele. Os crescimentos podem ser pendentes, pequenos ou grandes, rosa, castanhos ou da cor da pele. Alguns são semelhantes à couve-flor.

O número de papilomas também é diferente.

Às vezes, uma neoplasia aparece, em outros casos - um cluster inteiro.

Os sintomas não aparecem imediatamente após a infecção. Pode levar anos até que a doença se manifeste e cubra a pele com uma série de crescimentos nada atraentes. Nem sempre é seguro esperar por este momento.

O tratamento do papiloma em mulheres deve ser iniciado o mais precocemente possível, visto que existe uma grande probabilidade de formação de tumores cancerígenos. Os homens não precisam se apressar. Embora muitos busquem se livrar rapidamente dos papilomas, que causam desconforto.

As neoplasias crescem devido ao papilomavírus humano, que penetra na pele por contato direto. Na maioria das vezes durante o sexo. Qualquer tipo de relação sexual é perigosa.

Mesmo a camisinha não garante a segurança contra o HPV, pois a pele que não é coberta por ela fica indefesa contra o ataque de vírus. Em casos raros, as pessoas são infectadas por meios de contato doméstico - por meio de toalhas compartilhadas e outros itens de higiene.

Mas o sangue de pacientes com HPV é seguro. E com essas pessoas você pode nadar com segurança na mesma piscina.

Fatores de risco de doenças:

  • Um grande número de parceiros sexuais
  • Sexo com um homem que tem muitos parceiros sexuais
  • Imunidade enfraquecida
  • Pele danificada

A penetração de vírus na pele não é o problema mais sério, porque nosso corpo não está de todo indefeso. Ele luta ativamente contra o HPV e, portanto, os crescimentos são raros. As pessoas geralmente pensam em tratar o papiloma em mulheres e homens apenas quando a doença piora. Quando as neoplasias crescem. Ou coceira na pele.

Os médicos não fazem testes regulares para o papilomavírus humano. Nas mulheres, o útero é simplesmente verificado. Se a degeneração celular for observada, um teste de HPV também é prescrito. Os médicos geralmente tratam os homens após o aparecimento de neoplasias.

Ataque combinado ao HPV. Remoção de papilomas e tratamento do vírus

Para algumas pessoas, a doença desaparece por conta própria. O corpo vence os vírus. Infelizmente, nem todo mundo tem tanta sorte e muitas pessoas ainda precisam ir ao médico.

E se não houver sintomas de HPV?

Em tal situação, o tratamento urgente do papiloma no corpo não é necessário. Obviamente, os médicos não o deixarão sozinho com os vírus, mas, ao mesmo tempo, darão ao corpo a oportunidade de lidar com a doença por conta própria.

Nas mulheres, os médicos verificam as células da pele do útero. É assim que eles determinam o tipo de HPV e a gravidade da doença. Quando os vírus pertencem a um grupo de alto risco oncogênico, o paciente deve fazer check-ups regulares. Às vezes, até mesmo as células alteradas das quais o câncer emerge são restauradas por conta própria. Caso contrário, a operação é executada.

As neoplasias genitais também não precisam ser removidas imediatamente. Eles geralmente crescem por cerca de seis meses, e a remoção pode causar o crescimento de novos tumores. Você precisa esperar. Mas quando os papilomas param de crescer, eles podem ser eliminados.

Ao remover tumores, é importante fortalecer o sistema imunológico - dessa forma você previne o aparecimento de novos papilomas.

Métodos de tratamento de papiloma

Diferentes métodos são usados para combater as manifestações do HPV. O mais simples e eficaz é a vacinação. Os medicamentos modernos previnem completamente a infecção por certos tipos de papilomavírus humano. Em primeiro lugar, as vacinas atuam contra vírus de alto risco e também protegem contra tipos de HPV que causam neoplasias nos órgãos genitais.

Para pessoas sem vacinação, diferentes métodos de tratamento de papilomas estão disponíveis:

  • Crioterapia. . . O médico congela a neoplasia com nitrogênio líquido. O papiloma desaparece gradualmente.
  • Terapia Química. . . Os médicos tratam os papilomas com produtos químicos especiais que matam o tecido de crescimento.
  • Cirurgia. . . O cirurgião corta o papiloma com um bisturi.
  • Destruição de laser. . . Neoplasias são queimadas com laser.

É importante lembrar que o tratamento para remoção do papiloma não funcionará sem o apoio do sistema imunológico. Mas em um corpo saudável, as neoplasias não aparecem após a operação.

Tratamento de papiloma - resultados

Algumas pessoas consideram a remoção do papiloma um procedimento simples. E assim é.

Mas tratar neoplasias em questionáveis salões de beleza também não é verdade. Para se livrar dos papilomas com HPV, é importante entrar em contato com um centro médico confiável, dermatologistas experientes.

Portanto, recomendamos visitar uma clínica especializada especificamente no tratamento de papilomas e outras neoplasias. Nessas clínicas trabalham médicos da mais alta categoria, que tratam de várias doenças de pele. Ou seja, os dermatologistas acumularam uma vasta experiência na identificação de neoplasias de pele perigosas e sua remoção oportuna.

Para o diagnóstico, utiliza-se um dermatoscópio especial - aparelho que amplia em 16 vezes a imagem de papilomas, manchas e outras neoplasias. Com sua ajuda, especialistas experientes identificam sinais de renascimento, mesmo nos estágios iniciais.

Remoção de papilomas sem dor e cicatrizes

Os métodos para remover novos crescimentos na pele estão em constante aperfeiçoamento. O uso de laser é uma das opções de tratamento mais eficazes para papilomas. É praticado ativamente por muitos médicos, e os pacientes costumam escolher esse método devido à relutância em usar o bisturi do cirurgião.

As principais vantagens da operação:

  • Rapidez. . . Os médicos removem pequenos papilomas em dois segundos. Portanto, se necessário, você pode remover imediatamente muitas neoplasias - até mesmo várias dezenas.
  • Sem dor. . . Os médicos resfriam constantemente os tecidos próximos aos papilomas, o que reduz o desconforto. Os pulsos de laser são muito curtos. Portanto, o paciente não tem tempo para sentir dor. A anestesia local é usada para remover lesões grandes.
  • Cura rápida. . . O laser gradualmente evapora o papiloma e uma nova pele cresce em seu lugar, que é coberta por uma crosta protetora. Essa proteção desaparece em uma semana. A vermelhidão dura até três semanas.
  • Sem sangue. . . O laser não apenas destrói as células do papiloma, mas também cauteriza os vasos da superfície da pele. Isso evita sangramento.
  • Segurança. . . Quaisquer micróbios na superfície da neoplasia são mortos pelo laser e a ferida não é infectada.
  • Furtividade. . . A espessura do feixe de laser é tão pequena que não atinge o tecido saudável ao redor do papiloma. Apenas a neoplasia é destruída. Em seguida, o processo de recuperação começa e a pele nesta área é renovada - ela se torna mais lisa. Nenhuma cicatriz pós-operatória permanece.

Você pode apreciar pessoalmente todas as vantagens da cirurgia a laser somente depois de realizada. Antes da operação, o médico lhe dirá em detalhes como o procedimento será realizado e o ensinará a cuidar adequadamente da pele após a remoção do papiloma.